PALAVRA DA SEMANA

BRINCOS, PIERCINGS E TATUAGENS, CULTURA OU IDOLATRIA?

Comentário:

A Bíblia é para o cristão, o único instrumento de conduta e fé, por ela cremos em Jesus e através do seu ensinamento esperamos alcançar a vida eterna. Infelizmente nos dias de hoje se tem multiplicado os que a usam com o propósito de satisfazer seus desejos desenfreados, como já dantes o Espírito Santo nos adverte por intermédio do Apostolo Paulo em sua segunda carta a Timóteo: Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências. 2ª Tm. 4:3.

O que a bíblia fala sobre o uso de brincos por homens?

A primeira referencia bíblica sobre brincos nas escrituras encontra-se em: Ex. 32,2 e 3 estava nas mulheres, filhos e filhas, portanto os rapazes também os usava e não só as moças. Porém já sabemos que todo texto fora do contexto é pretexto. Existem critérios para exegese bíblica. Esta falta de conhecimento das escrituras tem levado muitos lideres a cometerem absurdos em nome do Deus santo de Israel, tem sido colocado palavras na sua santa boca, palavras estas que Ele não as pronunciou. Isto é coisa bem antiga já pregava o profeta Jeremias;
Porque eles vos profetizam falsamente em meu nome; não os enviei, diz o SENHOR. Jeremias 29:9. Um exame no texto e veremos o porque daquelas argolas fato que narraremos posteriormente.
Encontramos referencias a homens usando brincos em Jz.8:22,28 estes eram ismaelitas, curioso nestas duas referencias é o fato destes enfeites terem sido usados para adoração aos demônios e a biblia chama de abominação ao SENHOR.
Em Os.2:13 mais uma vez estes enfeites estão ligados a idolatria. O povo se enfeitaram com eles para adorarem os baalins.


Sinal de escravidão.

Um dos princípios exegéticos da bíblia é que: para uma interpretação está correta se faz necessário encontra-se referencia entre dois, três ou mais versículos. Neste caso encontramos um texto que contextualiza e por si só já nos ensina a verdadeira razão do uso deste adereço. Vj. Ex.21:1, 6

1 ESTES são os estatutos que lhes proporás.
2 Se comprares um servo hebreu, seis anos servirá; mas ao sétimo sairá livre, de graça.
3 Se entrou só com o seu corpo, só com o seu corpo sairá; se ele era homem casado, sua mulher sairá com ele.
4 Se seu senhor lhe houver dado uma mulher e ela lhe houver dado filhos ou filhas, a mulher e seus filhos serão de seu senhor, e ele sairá sozinho.
5 Mas se aquele servo expressamente disser: Eu amo a meu senhor, e a minha mulher, e a meus filhos; não quero sair livre,
6 Então seu SENHOR o levará aos juízes, e o fará chegar à porta, ou ao umbral da porta, e seu senhor lhe furará a orelha com uma sovela; e ele o servirá para sempre.

Então está explicado a razão do uso da argola, marca, sinal, símbolo da sua escravidão. Repetido também em Dt.15:17. O livro de êxodo marca a saída do povo de Deus da escravidão do Egito encontramos nele as orientações de Deus para a libertação da opressão sofrida pelo seu povo em cativeiro. É curioso que imediatamente a saída Deus dá uma ordem: Ex.29:20
E imolarás o carneiro e tomarás do seu sangue, e o porás sobre a ponta da orelha direita de Arão, e sobre as pontas das orelhas direitas de seus filhos, como também sobre os dedos polegares das suas mãos direitas, e sobre os dedos polegares dos seus pés direitos; e o restante do sangue espalharás sobre o altar ao redor; em Lv. 14:28 Esta ordem é repetida agora porém não mais com sangue e sim com azeite: E o sacerdote porá do azeite que está na sua mão na ponta da orelha direita daquele que tem de purificar-se, e no dedo polegar da sua mão direita, e no dedo polegar do seu pé direito; no lugar do sangue da expiação da culpa. Ora a nós nos foi dado à mente de Cristo e a unção do SANTO e não necessitamos que ninguém nos ensine, pois a palavra esta perto de nós na nossa boca, para nós está mais do que claro que as argolas representavam já naqueles dias “marcas de escravidão” e o azeite marca de libertação Is.10:27
E acontecerá, naquele dia, que a sua carga será tirada do teu ombro, e o seu jugo do teu pescoço; e o jugo será despedaçado por causa da unção. Os irmãos sabem não existe coincidência no reino espiritual ora por que então Deus mandaria ungir a orelha? Os espíritos entendem, mas símbolos que palavras, Não seria pelo fato de ser ali onde foram marcados para servir como escravos e agora estavam livres? A palavra que prevalece nos ensina que: o corpo é valioso para Deus; Mt.06:25/ Lc.12:23, que é para glorificar a Ele,1°Co.06:20 e pertence a Ele, que a vida de Cristo se manifesta nele, 2°Co.4:10, que deve ser mantido em submissão para que pregando a outros não sejamos reprovados 1º Co.9:27, que prestaremos contas do que tivermos feito por meio do corpo 2°Co.5:10

A questão cultural.

A cultura de um povo é formada por três elementos básicos:

a) Cosmovisão; isto é: a maneira como um povo ou Nação ver o mundo,

b) Escala de valores; isto é; o que realmente é importante para aquele povo ou Nação,

c) Comportamental; As maneiras relacionadas ao comportamento.
O Evangelho de Cristo é vivido em esfera transculturais já o apostolo dos gentios falava no inicio do Cristianismo e das missões entre os povos do mundo que vivesse de acordo suas culturas eliminando é obvio aquilo que fere os princípios da adoração pura ao Deus de Israel e nosso Deus. O uso de argolas para nós homens brasileiros não é cultural pelo contrário é motivo de desconfiança da masculinidade e é bem isto que significa entre aqueles que começam a fazer parte de movimentos ditos tribais, para eles é símbolo de rebeldia contra toda a maneira de disciplina existe depoimentos de vários jovens que viveram estas coisas e hoje se arrependem.
Para você servir nas forças armadas da Nação se usou estas coisas não será aceito. Ora se para o poder efêmero de uma Nação isto é rebeldia o que diremos do poder do nosso Deus.
Para cada verdade de Deus existe uma mentira do diabo, pois é mentiroso e pai da mentira. O inimigo das nossas almas vive a caça de preciosas vidas para assim as aprisionar, outra vez a bíblia nos alerta em 1º Co. 7:23 e 24 Fostes comprados por bom preço; não vos façais escravos. Irmãos, cada um fique diante de Deus no estado em que foi chamado.

Lições espirituais.

1- Argolas colocadas no nariz; sentido de domínio. A versão septuaginta faz menção de um antigo costume na narrativa das jóias que o servo de Abraão deu para rebeca. Descreve que além dos braceletes colocou uma argola em seu nariz. Conforme consta na história universal teria o sentido da aliança de noivado hoje. Portanto aquela jovem estaria sob o domínio de um noivo. Vj. Gn. 24:22 Isaias profetiza que Deus trataria seus inimigos dominado-os pelo anzol (argola) em seus narizes. Por causa do teu furor contra mim, e porque a tua arrogância subiu até aos meus ouvidos, portanto porei o meu anzol no teu nariz e o meu freio nos teus lábios, e te farei voltar pelo caminho por onde vieste.

2- Nas sobrancelhas, Aprisionamento da visão. Mt. 15:14

3- Orelhas. Prisão da alma em escravidão. Ex. 21:06.

4- No umbigo, revolta contra a mãe é por onde se é alimentado no útero materno simbolizando dependência dos genitores.

5- Na língua, nos lábios, prisão ou cativeiro da fala, Vj. Tg. 3:3.

6- Argolas e ou piercings, nos órgãos genitais; escravidão na área sexual Cf. Lv. 21:05 e Dt.14:01.

Na nossa língua Luso-brasileira foram adicionadas muitas palavras nos dialetos africanos as quais usamos hoje como se fora português; um exemplo é a palavra carimbo proveniente do dialeto quicongo “Kandimbu” significando sinete para marcar os escravos.

A questão doutrinaria da autoridade espiritual:

Em cada ministério os quais o SENHOR deu aos homens quando subiu aos céus, pelo que se diz: levou cativo o cativeiro e deu dons aos homens, existe uma autoridade constituída por Ele e uma pratica de conduta e fé, se você pertence a este ministério não deve se espelhar pela doutrina de outro, pois isto é adultério espiritual. Se o seu pastor lhe diz que não convém usar isto ou aquilo deve obedecê-lo, pois ao contrario está desobedecendo a Deus que o constituiu autoridade sobre o rebanho, para cuidar, alimentar e guiar, ovelha é míope, portanto cabe aos pastores guiá-las as fontes de águas vivas. Queridos filhos por quem de novo sinto as dores de parto até ser Cristo formado em vós. Não dêem lugar as coisas do mundo, pois quem ama ao mundo é inimigo de Deus. Vj. Hb.13:7 e 9a Lembrai-vos dos vossos pastores, que vos falaram a palavra de Deus, a fé dos quais imitai, atentando para a sua maneira de viver. Não vos deixeis levar em redor por doutrinas várias e estranhas.


Pr.Teo Joel Emídio
Pr. Regional IBCA
http://www.prjoelemidio.com.br/

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vdeos da Semana