PALAVRA DA SEMANA

Shalom galera de Cristo.
Depois de algum tempo, estamos de volta com a palavra da semana, lembrando que o dia oficial para a palavra é a quarta-feira, mas hoje é uma excessão.

Bem, vamos ao que interessa então. Hoje falaremos um pouco a respeito de um assunto que muito crente não suporta nem ouvir falar: Dízimos e Ofertas.


Não vou trazer um esmiuçado estudo sobre esta temática, quero apenas ressaltar alguns pontos importantes para a nossa vida enquanto servos de Deus.

As ofertas ao Senhor são algo que podemos observar desde o princípio da humanidade, ainda no gênesis há um relato sobre as ofertas de Abel e Caim, filhos de Adão que certamente aprenderam a ofertar com o seu pai, que como todos nós sabemos foi o primeiro vivente.

"E aconteceu ao cabo de dias que Caim trouxe do fruto da terra uma oferta ao SENHOR.
E Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura;" Gn 4:3-4.

Já o dizimo aparece assim caracterizado na lei de Moisés:

"Também todas as dízimas do campo, da semente do campo, do fruto das árvores, são do SENHOR; santas são ao SENHOR.
Porém, se alguém das suas dízimas resgatar alguma coisa, acrescentará a sua quinta parte sobre ela.
No tocante a todas as dízimas do gado e do rebanho, tudo o que passar debaixo da vara, o dízimo será santo ao SENHOR.
Não se investigará entre o bom e o mau, nem o trocará; mas, se de alguma maneira o trocar, tanto um como o outro será santo; não serão resgatados.
Estes são os mandamentos que o SENHOR ordenou a Moisés, para os filhos de Israel, no monte Sinai." Lv 27:30-34.

Perceba o que diz essa palavra, o dízimo é santo ao Senhor e pertence a Ele, ou seja, o dízimo não é algo que é PAGO e sim DEVOLVIDO, já que é do Senhor, por isso ele chama de LADRÕES aqueles que não são dizimistas e ofertantes, pelo fato de se apropriarem de algo que não lhes pertence.

"Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas." Ml 3:8
E ainda em Malaquias Ele diz:

"Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes." Ml 3:10.

O que você entende quando Deus diz que o dizimo e a oferta são para que haja mantimento na sua casa? Você já se perguntou isso alguma vez? Afinal o que significa mantimento?

Significa alimento, sustento. Mas alimento para quem? Para Deus? Claro que não.

O dízimo foi instituído na lei de Moisés com o propósito de manter os sacerdotes e a tribo de Levi, que foi separada pelo próprio Deus como um oferta. Nenhum levita podia exercer outra função, trabalho ou profissão que não fosse dedicar-se à obra do Senhor e ao seu templo.

"E eis que aos filhos de Levi tenho dado todos os dízimos em Israel por herança, pelo ministério que executam, o ministério da tenda da congregação." Nm 8:21.

Daí vem um assunto que se tornou polêmico, onde o diabo tem cegado o entendimento de muitos para que possam levantar calúnias e blasfêmias contra os homens de Deus. Hoje as pessoas que não tem um verdadeiro conhecimento de Deus criticam o dízimo e as ofertas alegando que o dinheiro fica com os pastores. Você não precisa ser nem muito inteligente para perceber que isto não pode ser de todo verdade. As criticas vem principalmente das maiores igrejas e das que tem mais exposição na mídia.

Por que digo que não se pode validar essa afirmativa de que o dinheiro fica com A ou B? Por que se assim fosse, essas igrejas não seriam tão grandes, nem teriam tantos templos ou exposição na mídia, lembre-se que tudo isso, requer dinheiro, o que nos prova que uma grande parte do que é arrecadado nas igrejas é sim investido na própia comunidade cristã e nos seus templos.

Mas agora deixe-me falar algo que pode te surpreender. Perceba que o dízimo não foi instituido para construir ou manter o templo do Senhor, mas para o sustento dos seus sacerdotes e trabalhadores, das viúvas e órfãos. Logo, se o pastor ou líder e os seus obreiros recebem algo não estão em nada descumprindo a palavra de Deus.

"Disse mais o SENHOR a Arão: Eis que eu te tenho dado a guarda das minhas ofertas alçadas, com todas as coisas santas dos filhos de Israel; por causa da unção as tenho dado a ti e a teus filhos por estatuto perpétuo.
Isto terás das coisas santíssimas do fogo; todas as suas ofertas com todas as suas ofertas de alimentos, e com todas as suas expiações pelo pecado, e com todas as suas expiações pela culpa, que me apresentarão; serão coisas santíssimas para ti e para teus filhos.
No lugar santíssimo as comerás; todo o homem a comerá; santas serão para ti.
Também isto será teu: a oferta alçada dos seus dons com todas as ofertas movidas dos filhos de Israel; a ti, a teus filhos, e a tuas filhas contigo, as tenho dado por estatuto perpétuo; todo o que estiver limpo na tua casa, delas comerá.
Todo o melhor do azeite, e todo o melhor do mosto e do grão, as suas primícias que derem ao SENHOR, as tenho dado a ti.
Os primeiros frutos de tudo que houver na terra, que trouxerem ao SENHOR, serão teus; todo o que estiver limpo na tua casa os comerá.
Toda a coisa consagrada em Israel será tua.
Tudo que abrir a madre, e toda a carne que trouxerem ao SENHOR, tanto de homens como de animais, será teu; porém os primogênitos dos homens resgatarás; também os primogênitos dos animais imundos resgatarás.
Os que deles se houverem de resgatar resgatarás, da idade de um mês, segundo a tua avaliação, por cinco siclos de dinheiro, segundo o siclo do santuário, que é de vinte geras.
Mas o primogênito de vaca, ou primogênito de ovelha, ou primogênito de cabra, não resgatarás, santos são; o seu sangue espargirás sobre o altar, e a sua gordura queimarás em oferta queimada de cheiro suave ao SENHOR.
E a carne deles será tua; assim como o peito da oferta de movimento, e o ombro direito, teus serão.
Todas as ofertas alçadas das coisas santas, que os filhos de Israel oferecerem ao SENHOR, tenho dado a ti, e a teus filhos e a tuas filhas contigo, por estatuto perpétuo; aliança perpétua de sal perante o SENHOR é, para ti e para a tua descendência contigo." Nm 18:8-19.

Perceba que o próprio Deus diz que toda a oferta trazida a sua casa Ele deu a Arão (Sacerdote) e seus filhos como estatuto perpétuo. Logo, o propósito estabelecido por Deus para o dízimo é o sustento do pastor (sacerdote) e dos trabalhadores do templo. Não deixe que o diabo lance setas na sua mente para o confundir.

Sabemos que hoje o dízimo é utilizado também para o sustento, manutenção e construção de novos templos o que não deveria ser o seu destino segundo diz a palavra de Deus.

Mas imagine só se hoje em dia o dízimo fosse usado apenas para o sustento dos "Levitas", que confusão maior ainda não causaria na mente daqueles que se deixam enganar pelo inimigo?

Mas e para o sustento do templo?Deus determinou que isso fosse feito pela congregação através de ofertas voluntárias (Exodo 35), mas isso é outro assunto.

O objetivo desta palavra de hoje é fazer com que essa ideia que muitos dissipam por aí de que pastor é ladrão ou coisas desse tipo por causa dos dízimos, seja totalmente desmistificada.

Seja você um dizimista e ofertante por cumprir o que o Senhor determina, o que acontecerá com essa oferta depois que ela é lançada no gasofilácio não é responsabilidade sua. Não se preocupe, o próprio Deus está no controle de tudo, lembre-se que Ele é o justo juiz, se algo estiver errado não seremos nós que julgaremos mas sim o próprio Deus. A minha obrigação enquanto servo d'Ele é cumprir a sua ordenança.

Espero que essa palavra tenha te ajudado a esclarecer algumas dúvidas a respeito desse assunto que infelizmente tem sempre gerado polêmicas entra as pessoas que não tem um verdadeiro conhecimento da palavra de Deus e que amam ao dinheiro e aos seus bens materiais mais do que ao próprio Deus.

Até a próxima.

Fika na P@z!

Pb. Joday E. Galvão
Lider dos Joves IBCA - São Rafael

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vdeos da Semana